SUPER ALIMENTOS

Na semana passada falamos sobre a importância de conhecermos o que estamos a ingerir e a comprar. Esta semana queremos revolucionar a sua despensa e o seu frigorífico apresentando-lhe alguns super alimentos que poderá incluir na sua alimentação.

Adotar uma alimentação saudável não é sinónimo de pratos sem sabor ou de refeições rotineiras. A variedade é uma regra a seguir, pois só assim terá todos os nutrientes que necessita. O segredo reside sempre num plano alimentar saudável, rico e diversificado, em equilíbrio com o seu estilo.

Conheça alguns dos super alimentos que devem fazer parte da sua alimentação: 

  • Legumes: Ricos em vitaminas, fibras e minerais, ajudam ao bom funcionamento de todo o organismo e por isso mesmo, devem estar presentes em todas as refeições principais. A combinação destes nutrientes potência a saciedade que ajuda a controlar o apetite. É importante variar os legumes, opte por legumes da época e frescos, apesar dos congelados serem uma boa opção.
  • Fruta: A fruta é essencialmente constituída por água, de 90 a 95%, ajudando a prevenir doenças coronárias e cancro.  É um alimento rico em fibras, por isso é importante na nossa alimentação. Os alimentos ricos em fibra ajudam na luta contra a obesidade, a hipertensão e outros fatores de doença. A fruta é versátil, pode ser consumida e confecionada de várias formas: em sumos de fruta caseiros, puré, batidos, saladas de fruta, misturar com outros alimentos, cozinhada, assada, etc. É um ótimo snack para os seus lanches, no entanto a quantidade de peças de fruta diárias deverá ser ajustada às reais necessidades nutricionais de cada pessoa.
  • Frutos vermelhos: Destacamos os frutos vermelhos porque, para além do seu poder antioxidante, capaz de combater os radicais livres, são essenciais para manter o nosso peso, a juventude e fazem maravilhas com a sua pele! Possuem vitaminas do complexo B, potássio e alto teor de vitamina C, estimulando eficazmente o sistema imunitário e ajudando na proteção dos vasos sanguíneos, gengivas, dentes e pele.
  • Frutos secos: Avelã, noz, amendoim, caju, pistácio, noz-pecã, castanha do Brasil, amêndoa… não faltam opções. Embora os frutos secos sejam uma fonte de gordura, trata-se de uma gordura saudável e de um tipo de alimentos ricos em micronutrientes. São quase todos ricos em cálcio, fibra, vitamina, magnésio e fósforo, ajudando a nível da pele, unhas e sistema imunitário. Além disso têm muito poucos hidratos de carbono e quase nenhum açúcar. Ingeri-los ao lanche pode ser uma boa opção. Os especialistas recomendam não comer mais de uma porção de frutos secos por dia, mais ou menos cerca de 20 a 30 g de qualquer variedade, o equivalente a um punhado.
  • Quinoa: Como todos os aminoácidos essenciais, é considerado um super alimento. É pobre em calorias e altamente nutritivo. Contém mais fibra do que a maioria dos outros grãos, sendo um excelente substituído da massa ou do arroz.
  • Abacate: O abacate é composto por gorduras monoinsaturadas, gorduras saudáveis para o organismo, que produzem vários benefícios para a saúde, como a redução dos níveis de colesterol e triglicéridos, revelando-se também um bom protetor cardiovascular. O abacate é um fruto nutricionalmente rico em vitaminas e minerais, das quais se destacam as vitaminas A, C, B6 e E. Estas vitaminas intervêm ao nível da função imunitária, protegendo o organismo contra agentes externos, atuam ao nível do desenvolvimento ósseo, participam na síntese de colagénio ao nível da pele e tecidos e contêm propriedades antioxidantes. A porção de abacate a consumir é de cerca de 160g.
  • Canela: Termogênica, antifúngica, antibacteriana e antiparasita. São estes componentes que tornam a canela também um poderoso antioxidante, capaz de neutralizar a ação dos radicais livres no organismo e ajudando a prevenir desde o envelhecimento precoce até a ocorrência de doenças como cancro e Alzheimer.  Vários estudos já demonstraram que uma pequena colher de canela por dia pode ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue, diminuindo o nosso apetite. Experimente-a, por exemplo, misturada com o seu café ou com banana.
  • Ovos: ricos em proteína e gordura de qualidade. Têm cerca de 70 calorias, 13 vitaminas e mineriais, bem como colina, um nutriente anti-inflamatório. Use-o cozido, evite fritá-lo.

O desafio agora está do seu lado, tente integrar o máximo de super alimentos nas suas refeições. O que comemos reflete-se sempre no nosso corpo. No caso de lhe dar vontade de comer um doce, opte por frutas ou pode inserir 2 quadrados de chocolate preto (+70% de cacau) na sua dieta diária. Se conseguir alimentar-se corretamente e aliar isso à prática de exercício físico, vai sentir-se, com toda a certeza, rejuvenescida.